24/02/2021 às 16:13, Atualizado em 24/02/2021 às 16:15

Área Social da Prefeitura de Sidrolândia se reuniu com venezuelanas

Encontro serviu para orientar refugiadas sobre a política de atendimento no setor

Cb image default
Foto: Gledson Rocha

A Prefeitura de Sidrolândia, através da Secretaria de Assistência Social prestou importantes esclarecimentos sobre o papel da unidade no atendimento aos migrantes, ciente da situação de vulnerabilidade em que se encontram muitos venezuelanos que recentemente migraram para o município.

Na manhã de terça-feira (23/02), foi realizada uma reunião de orientação às mulheres venezuelanas no saguão da Assistência Social. De acordo com a secretária Aletânia Ramires Gomes, a reunião teve como foco as mulheres por serem mães e por pedirem refúgio no município de Sidrolândia. Ela esclareceu que seguindo a Constituição Federal, a unidade de Assistência Social é de todos que necessitam do atendimento.

“Nós estamos diante de um fenômeno social diferenciado, nosso município está com várias famílias venezuelanas que são refugiadas, e a pedido nós realizamos esse momento para orientar e explicar como funciona a política pública de Assistência Social aqui em Sidrolândia”.

Durante a reunião, as mulheres relataram a respeito da situação e das dificuldades que elas estão vivenciando, sendo assim foi possível a interação das equipes com as famílias e deixando esclarecido que elas tem o direito de serem atendidas nos serviços oferecidos pela unidade.

Atualmente a Gestão oferece os serviços dos Cras onde são disponibilizadas cesta básica alimentar, cesta verde, inclusão em projetos de geração de rendas. Para esse atendimento acontecer, os refugiados devem procurar a unidade onde será realizada uma avaliação técnica.

O órgão gestor está aberto para atender todas as demandas respeitando o protocolo de biossegurança de prevenção à Covid-19. O horário de atendimento é das 7h às 11h, e das 13h às 17h.

Além da secretária, a equipe administrativa conta com a diretora executiva e assistente social Niuva Gizani, com os setores da Proteção Social Básica coordenada pela assistente social Joelma Ramos, e Proteção Social Especial, sob a coordenação da assistente social Zannandrhea Munões Elias.