18/07/2019 às 14:09, Atualizado em 18/07/2019 às 14:40

Setor gastronômico de Sidrolândia coloca em pauta estratégias para melhorar experiência do turista

Município faz parte do Programa Cidade Empreendedora, desenvolvido pela gestão pública municipal e o Sebrae MS

Cb image default
Divulgação

É preciso aproveitar o fluxo de carros e turistas que atravessam Sidrolândia todos os dias. Bonito recebe mais de 200 mil visitantes por ano e a maioria passa pela cidade. Além disso, Sidrolândia também faz parte da Região Turística Caminho dos Ipês (que inclui os municípios de Campo Grande, Corguinho, Dois Irmãos do Buriti, Jaraguari, Nova Alvorada do Sul, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rochedo e Terenos).

Para aproveitar as oportunidades de negócios na região, a analista técnica do Sebrae/MS, Andrea Barrera de Almeida, participou de um bate papo com empresários locais na quarta-feira (17) para falar das tendências gastronômicas, as tendências de negócios que podem renovar o mercado e os seus resultados.

Dentre os temas abordados, Andrea Barrera falou da preparação para um atendimento mais qualificado como uma oportunidade de melhorias, por exemplo, no layout interno, fachada, motivação dos funcionários, melhorias no cardápio, logomarca, uniformes, divulgação e qualidade na higiene e manipulação dos alimentos, inovação em pratos, etc.

Outro assunto destacado pela especialista do Sebrae/MS foi a utilização de ingredientes locais para valorizar a procedência dos produtores da agricultura familiar, bem como utilizar itens sazonais do cardápio e oferecer pratos de produtos da estação.

“As empresas precisam pensar em estratégias para atrair o público e potencializar o consumo, tendo comidas típicas e opções que atendam o novo consumidor que está acostumado a comer fora com a disponibilização de um menu que esteja disponível ao longo do dia ou incrementar as opções de produtos para compartilhar, ofertando um cardápio cheio de petiscos”, destacou.

Uma ideia é promover eventos e atrações locais que possam atrair o público da cidade e da capital, tendo como exemplo a realização de um festival gastronômico em bares e restaurantes, que será realizado em parceria com a Prefeitura Municipal.

Para colocar tudo isso em prática, Andrea Barrera destaca que são necessárias algumas ações como investir em treinamentos, hospitalidade e profissionalização, criar cardápios que promovam visibilidade e apostem na sazonalidade, potencializar a identidade visual e cuidar do fluxo de atendimento.

(Escrita por: Nayara Tiago)