05/11/2019 às 11:00, Atualizado em 05/11/2019 às 12:38

Município realiza ações pela Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal

Sidrolândia tem 4 casos confirmados desde 2017, em que as vítimas são tabagistas. Unidades de Saúde estão recebendo população para avaliação com o dentista

Cb image default
Dentistas das Unidades de Saúde estão fazendo avaliação para prevenção ao câncer de boca (Foto: Karina Souza)

A Prefeitura de Sidrolândia através da Secretaria de Saúde com a Coordenadoria de Saúde Bucal está realizando no período de 04 a 08 de novembro, a Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal e a Semana Municipal (criada por Lei Municipal).

Segundo Etiene Paim Osiro, coordenadora, atividades estão ocorrendo para sensibilizar a população. A equipe de Educação e Saúde está ministrando palestras nas Unidades de Saúde para os pacientes e capacitação com Agentes Comunitários de Saúde e equipes dos postos.

Além do alerta à população, estão ocorrendo nesta semana com a população, avaliação de prevenção, para diagnóstico de lesão sugestiva de câncer e encaminhamento ao especialista lotado no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) para o procedimento da biópsia, caso seja necessário.

- Recomendamos às pessoas, principalmente aquelas que ainda não foram ao dentista neste ano, que procurem em suas Unidades de Saúde pra fazer essa avaliação. É muito importante fazer a prevenção, porque muitas vezes é uma lesão indolor, mas que pode ser o princípio de um câncer de boca – orientou a Drª Etiene.

Ação Cívico-Social

Dois dentistas do Exército estarão atendendo amanhã (06/11) a partir das 8 horas da manhã no CRAS São Bento pela Ação Cívico-Social. Serão 80 fichas para atendimento à população.

A coordenadora Etiene lembrou que esta participação da equipe de odontologia militar também faz parte das ações pela Semana Nacional de Prevenção ao Câncer Bucal.

4 casos em 3 anos

A Coordenadoria de Saúde Bucal informou que nos últimos anos, quatro pacientes que fizeram a avaliação no CEO foram diagnosticados com câncer de boca, todos eles tabagistas (fumantes), e alguns fazem consumo de bebidas alcoólicas (etilistas).

Em 2017 houve um caso, outros dois foram registrados em 2018, e em 2019 já há uma confirmação.